SAMA yaay

Utiliza a sabedoria ancestral dos asanas africanas para a transmutação as memórias que não são benéficas para a tua vida actual. Os problemas físicos têm uma causa emocional, mental e espiritual. Quando o corpo nos adverte para um mal-estar ou doença está a tentar ajudar-nos a tomar consciência da realidade que criamos. São sessões que enraizam para um alinhamento com a força do criador que existe em ti.

Foco na consagração da Energia Feminina

Asanas para enraizamento; Asanas para determinação; Asanas para a Alegria; Asanas para libertação; Asanas dos Orixás;

Harmonizar o contributo do elemento do Água e do elemento da Terra nas tuas acções.

Músicos: Gondutigui

Pára e Observa:

Começa a tua sessão consciente da tua energia observando sempre o teu corpo. Deixa fluir não interfere em nada, apenas observa.

Absorve e digere os sentimentos:

A partir do teu foco na observação, começas a conectar com os teus sentimentos ( passando, por exemplo, por sentir alegria, tristeza, medo e ou a imensidão do amor) permitindo que tais sentimentos sejam expressos por meio da tua interpretação do movimento no teu corpo. Não há certo ou errado na dança consciente, apenas expressão autêntica.

Manifesta as tuas necessidades:

As tuas necessidades podem ser físicas, emocionais ou espirituais. Podes sentir a necessidade de alongar o corpo, de dançar mais rápido ou mais devagar, de te expressar de uma maneira específica ou de deixar ir algumas emoções que poderão estar a incomodar-te. Permite-te fluir.

Age através das tuas solicitações:

Procura trazer uma intenção bem firme para as sessões ( clareza, cura, direção, paz, amor ou qualquer outra coisa).

Para quê?

Prepara-te para a nova Era. Um corpo fisico mais consciente, forte e flexível, usando movimentos funcionais.

Para quem?

Para todos! Estás convidado a experiênciar um ambiênte onde os participantes respeitam e apoiam uns aos outros.

Benefícios

Purificar. Fluxo. Liberar. Curar. Construir. Doar. Raiz. Decisão. Desenvolva mais consciência da inteligência corporal.